Decretado em Pium – TO Situação de Emergência / Estado de Calamidade pública

00/00/0000

O município de Pium – TO, através de ato do prefeito Dr. Valdemir Oliveira Barros, decretou Situação de Emergência e Estado de Calamidade pública nas áreas urbana e rural, atingidas pelo grande volume de chuvas que assola a região.

O decreto nº 031 / 218, embasado na Constituição e demais legislações vigentes, tem como justificativas e alegações as fortes chuvas que ora castigam o município, provocando prejuízos materiais e deixando moradores ribeirinhos desalojados, pontes avariadas e quase a totalidade das estradas intransitáveis.

Rios transbordaram, invadindo casas, encobrindo estradas e deixando sob a água a totalidade das lavouras de várzea, ocasionando perdas irreparáveis nas lavouras de milho, soja e arroz, afetando sobremaneira a produção local de grãos e configurando prejuízos de alta significação.

O Decreto está em vigência por 180 dias, face a característica de desastre natural hidrológico classificado como Inundações, Alagamentos e enxurradas, conforme o código brasileiro de desastres.

O prefeito Dr. Valdemir Barros, empenha-se em dar as providências cabíveis para o grave problema, realizando gestões nos governos estadual e federal, buscando a viabilização de recursos para a recuperação de estradas, ruas, de forma a amenizar os prejuízos causados pelo excesso de chuvas, inclusive tendo já até agendado reuniões com parlamentares e órgãos do Governo Federal, para o início da semana vindoura. O mandatário afirmou ainda que a construção da Barragem P8 do Prodoeste, será a solução duradoura para desastres naturais ocasionadas por chuvas torrenciais, sendo a barragem e sua grande capacidade de armazenamento, uma salvaguarda contra inundações e enchentes, pelo sistemático controle da vazão de água, em caso de necessidade.